Afeganistão expressa condolências por morte de espanhóis

Emilio Pérez de Ágreda disse à Agência Efe que está prevista para esta noite a chegada à capital afegã do avião da Espanha que irá levar os corpos dos agentes

Cabul – O governo do Afeganistão expressou nesta segunda-feira em mensagem dirigida ao ministro de Relações Exteriores espanhol, José Manuel García-Margallo, suas condolências pela morte de dois policiais espanhóis no ataque a uma pousada anexa à embaixada da Espanha em Cabul, informou uma fonte oficial.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores afegão entregou na sede diplomática o texto do titular, Salahuddin Rabbani, ao embaixador espanhol, Emilio Pérez de Ágreda, no qual expressa seu pesar pelo “selvagem ataque (…) e a morte de dois cidadãos espanhóis”, segundo um comunicado deste departamento.

O embaixador espanhol disse ao enviado do Ministério que “este tipo de ataque terrorista nunca afetará às relações bilaterais, mas faz a determinação e a cooperação da Espanha, da Otan e da União Europeia mais fortes na luta contra o terrorismo e o extremismo”.

Emilio Pérez de Ágreda disse à Agência Efe que está prevista para esta noite a chegada à capital afegã do avião da Espanha que irá levar os corpos dos agentes.

“O avião também traz alguns técnicos para ver a segurança da embaixada e fazer a mudança de turno dos policiais e substituir a missão que retorna”, explicou o embaixador.

Hoje, os talibãs negaram que a embaixada espanhola fosse o alvo da ação de sexta-feira contra a pousada anexa ao escritório diplomático, ao assegurar que atacaram o edifício porque era utilizado “por americanos e britânicos” para trocar informação de inteligência.

O ministro do Interior espanhol, Jorge Fernández Díaz, lembrou hoje que os insurgentes reivindicaram que o alvo era a pousada e que também as autoridades afegãs “se referiram o tempo todo” a um ataque contra este local.

O chefe do Departamento de Investigação Criminal da Polícia de Cabul, Faraidoon Obaidi, afirmou que no edifício que foi “diretamente” atingido residiam os “guardas” da missão diplomática, mas as “partes da embaixada onde o embaixador, seu vice e os diplomatas se hospedavam não foram atacadas”.

O ataque começou na tarde de 11 de dezembro com a explosão de um carro-bomba, seguido de um assalto e um enfrentamento com as forças de segurança, que se prolongou até o início da manhã de sábado.

Ao todo, dois policiais espanhóis, quatro agentes afegãos, dois civis e os quatro criminosos morreram na ação.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s