Alemanha investiga 200 suspeitos por envolvimento com o EI

Segundo os últimos dados divulgados pelo Escritório Federal de Investigação Criminal (BKA), 43 mil islamitas vivem na Alemanha

Berlim – A Procuradoria-Geral da Alemanha está investigando cerca de 200 pessoas que moram no país por terem viajado à Síria ou ao Iraque para combater pelo grupo Estado Islâmico (EI).

O ministro da Justiça, Heiko Maas, confirmou os números nesta quarta-feira ao jornal “Bild”, que destaca que o direito penal do país é “extremamente severo” para casos de terrorismo.

“Vamos aplicar a lei. Para os terroristas radicais não haverá tolerância”, disse Maas.

Segundo os últimos dados divulgados pelo Escritório Federal de Investigação Criminal (BKA), 43 mil islamitas vivem na Alemanha, entre os 420 são “potencialmente perigosos”.

Além disso, a BKA sabe que cerca de 750 alemães viajaram à Síria ou ao Iraque para combater ao lado do Estado Islâmico. Cerca de 70 deles teriam retornado ao país com treinamento militar e experiência em combate.

A Alemanha, que não usa um sistema de níveis de ameaça terrorista como outros países, considera que o estado de segurança em seu território atualmente é “sério”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s