2.745 juízes são destituídos na Turquia

Segundo o jornal Hürriyet, os juízes foram aparentemente destituídos por serem suspeitos de estar relacionados com o predicador Fetullah Gülen.

Ancara – Após o fracassado golpe militar na noite de sexta-feira na Turquia, um total de 2.745 juízes foram destituídos neste sábado pela Junta Superior de Juízes e Promotores do país (HSYK), informa a agência de notícias “Anadolu”.

Ao mesmo tempo, a Junta, presidida pelo ministro turco de Justiça, Bekir Bozdag, destituiu cinco de seus 22 membros, enquanto uma ordem de detenção foi emitida contra nove juízes do Tribunal Supremo do país.

Segundo informa o jornal Hürriyet em sua versão eletrônica, os juízes foram aparentemente destituídos por serem suspeitos de estar relacionados com o predicador Fetullah Gülen, exilado nos Estados Unidos e inimigo do governante partido islamita AKP.

O governo turco e o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan, asseguram que eles estão por trás da tentativa de golpe de Estado.

A violenta tentativa causou entre 181 e 265 mortes, segundo as diferentes fontes, assim como deixou 1.440 feridos, enquanto 2.839 supostos soldados golpistas foram detidos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s