Ataque talibã deixa uma dezena de mortos no Afeganistão

O ataque começou quando os insurgentes detonaram um veículo carregado de explosivos junto à entrada de um tribunal

Cabul – Pelo menos cinco civis, quatro talibãs e um policial morreram, e outras 12 pessoas ficaram feridas durante um ataque insurgente nesta quarta-feira contra um tribunal na província de Ghazni, no centro do Afeganistão, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

O ataque em Ghazni, capital da província homônima, começou por volta das 9h50 locais (2h20 de Brasília), quando os insurgentes detonaram um veículo carregado de explosivos junto à entrada do tribunal, disse o porta-voz do governo regional, Javid Salangi.

Em seguida, os quatro insurgentes tentaram entrar no recinto judicial, algo que apenas um deles conseguiu, enquanto os outros três foram reduzidos pelas forças de segurança, explicou o porta-voz.

Os agentes que faziam a segurança do tribunal iniciaram então uma troca de tiros com o quarto agressor, e conseguiram abatê-lo minutos mais tarde, acrescentou Salangi.

Segundo a fonte, os funcionários do tribunal foram evacuados quando começou o ataque insurgente, o que evitou um número maior de vítimas.

“Uma dúzia de civis foram feridos levemente”, esclareceu o porta-voz.

Os talibãs reivindicaram a autoria do atentado através de sua conta oficial no Twitter e asseguraram que a explosão “matou e feriu vários policiais”. No entanto, os insurgentes costumam exagerar o alcance de suas ações.

Os insurgentes transformaram a Justiça afegã em um de seus principais alvos militares, desde que o governo começou a execução de talibãs no dia 8 de maio, e executou seis deles.

Na semana passada, na primeira dessas ações armadas após as execuções, pelo menos dez funcionários da Justiça e civis morreram, e outros quatro ficaram feridos após um ataque suicida contra um ônibus que transportava pessoal do Departamento de Justiça em Cabul.

A instabilidade no Afeganistão vem crescendo desde o fim da missão militar da Otan em dezembro de 2014 e os talibãs foram avançando no controle do país, assim como na frequência e na dimensão dos atentados nas grandes cidades.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s