Ataques da coalizão em Mossul matam 33 membros do EI

O chefe do Comitê de Segurança da província de Ninawa informou que 14 jihadistas morreram e 22 ficaram feridos em bombardeios

Mossul – Vários ataques aéreos realizados pela coalizão internacional contra regiões situadas ao sul da cidade de Mossul, no norte do Iraque, provocaram nesta terça-feira a morte de 33 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

O chefe do Comitê de Segurança da província de Ninawa, Mohammed al Bayati, informou à Agência Efe que 14 jihadistas morreram e 22 ficaram feridos em bombardeios a duas sedes do EI nas aldeias de Al Hud e Al Shair, a cerca de 50 quilômetros ao sul de Mossul.

Além disso, quatro membros do EI foram mortos em um ataque da coalizão ao veículo utilizado por eles para viajar em uma estrada próxima à aldeia de Al Sultan Abdullah.

Outro bombardeio contra posições do EI em Al-Khalediya, que pertence ao distrito de Majmur, ao sul de Mossul, provocou a morte de mais sete jihadistas.

Mossul é o principal reduto do EI no norte do Iraque e é controlada pelo grupo radical desde junho de 2014, quando os jihadistas declararam um califado no país e na vizinha Síria.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s