Ataques do Boko Haram causaram 1.200 mortes em Camarões

Na região houve 315 incursões dos membros do Boko Haram, 12 acidentes com minas e 32 atentados suicidas, segundo a fonte

Os ataques e atentados realizados pelo grupo islamita nigeriano Boko Haram na região camaronesa do Extremo Norte causaram cerca de 1.200 mortos desde 2013, anunciou nesta sexta-feira o ministro da Comunicação, Issa Tchiroma Bakary.

Na região houve 315 incursões dos membros do Boko Haram, 12 acidentes com minas e 32 atentados suicidas, segundo a fonte.

“No total, 1.098 civis camaroneses, 67 militares e três policiais perderam a vida devido às agressões selvagens dirigidas contra nosso país pelo grupo terrorista Boko Haram”, acrescentou.

Durante anos, Camarões deixou passar os combatentes do Boko Haram, que utilizavam a região como retaguarda e local de reabastecimento, mas há algum tempo reforçou a presença militar na fronteira nigeriana contra os islamitas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s