Ataques russos na Síria deixaram mais de dois mil mortos

No entanto, os ocidentais e os militantes sírios a acusam de concentrar seus bombardeios sobre os rebeldes qualificados como "moderados"

Os ataques aéreos lançados pela Rússia na Síria deixaram 2.132 mortos, entre eles quase um terço de civis, desde o início da intervenção militar de Moscou, em 30 de setembro, indicou nesta terça-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Nestes ataques morreram 598 membros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) e mais de 824 combatentes da Frente Al Nosra, braço local da Al Qaeda, e de outros grupos rebeldes, acrescentou o OSDH.

A ONG com sede na Grã-Bretanha, que dispõe de uma vasta rede de fontes médicas e de militantes na Síria, contabilizou 710 vítimas civis, entre as quais 161 menores de 18 anos e 104 mulheres.

A Rússia, que interveio neste conflito para ajudar o regime de Bashar al Assad, afirma que seu alvo são o grupo EI e outros grupos “terroristas”, isto é, opositores ao poder.

No entanto, os ocidentais e os militantes sírios a acusam de concentrar seus bombardeios sobre os rebeldes qualificados como “moderados”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s