Ativistas são presos em Angola por conspirar contra governo

O Anistia Internacional, um grupo de direitos humanos, condenou a decisão, dizendo que o julgamento foi politizado

Joanesburgo – A mídia de Angola relatou nesta terça-feira que 17 ativistas políticos foram condenados à prisão depois de serem acusados de conspirar para derrubar o governo do país sul-africano. O presidente de Angola está no poder há 36 anos.

Um jornal estatal informou hoje que os jovens ativistas foram considerados culpados por preparar uma rebelião e conspiração criminosa. Segundo o Jornal de Angola, os advogados de defesa irão recorrer da decisão.

O site de notícias independente Rede Angola disse que os ativistas pegaram penas de prisão que variam de dois a oito anos e cada um foi condenado a pagar US$ 315 em custos legais.

O ativista angolano e jornalista Rafael Marques de Morais disse que o grupo foi preso durante uma reunião em 2015 onde eles estavam estudando um livro sobre resistência não-violenta.

O Anistia Internacional, um grupo de direitos humanos, condenou a decisão, dizendo que o julgamento foi politizado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s