Aumenta para 56 os casos de zika registrados na Alemanha

Em 13 de maio, o instituto de virologia informava precisamente do primeiro caso de contágio do vírus por transmissão sexual na Alemanha

Berlim – Os casos de zika registrados na Alemanha desde outubro do ano passado chegaram a 56, dos quais 12 correspondem a maio, mês no qual entrou em vigor a obrigação de notificar oficialmente os contágios com o vírus, segundo informou o Instituto Roberto Koch (RKI) de virologia de Berlim.

“Partimos da base que todos os doentes se contagiaram enquanto estavam viajando”, cita nesta quarta-feira o jornal “Neue Osnabrücker Zeitung” a uma porta-voz do RKI.

O instituto adverte que pode ter um número “não pouco considerável” de casos sem registro, já que, “pelo geral, a doença transcorre de forma leve e os afetados nem sequer vão ao médico”, acrescentou o instituto.

Embora a principal via de contágio do vírus da zika seja o mosquito Aedes aegypti, a ela se somam também os casos de infecção por transmissão sexual.

Em 13 de maio, o RKI informava precisamente do primeiro caso de contágio do vírus por transmissão sexual na Alemanha.

A pessoa afetada é uma mulher que manteve relações sexuais sem proteção com seu companheiro, que no começo de abril esteve em Porto Rico e após seu retorno à Alemanha, começou a apresentar sintomas próprios de uma infecção por zika.

Foram registrados casos de zika em um total de 60 países.

O vírus está estendido sobretudo na região da América Central, América do Sul e Caribe, mas também em países do Pacífico Sul.

Suspeita-se que o vírus cause más-formações no feto perante o aumento dos casos de microcefalia em bebês nascidos no Brasil, epicentro desta nova epidemia, e outros países latino-americanos, por isso que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência sanitária internacional em 1 de fevereiro. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s