Avião que caiu no Egito teve falhas técnicas, diz empresa

A empresa aérea russa Metrojet confirmou que o avião A231 apresentava falhas técnicas na parte da cauda, o que teria causado o acidente; versão é contestada

Moscou – Em entrevista coletiva que a empresa concedeu nesta segunda-feira (2) em Moscou, os representantes da Kogalymavia afirmaram que a causa da queda do avião foi “externa”.

A empresa aérea russa Kogalymavia (também conhecida como Metrojet) confirmou que o avião A231, que caiu no sábado (31) na Península do Sinai (Egito) apresentava falhas técnicas na parte da cauda.

Representantes da Kogalymavia afirmaram que a causa da queda do avião no Egito  foi “externa”. “Ao começar a cair, o A321 sofreu prejuízos construtivos significantes”, afirmou um dos representantes.

Estas palavras foram contestadas pela agência Reuters que alega uma fonte na comissão egípcia encarregada de investigar o acidente.

A declaração também é citada pelo canal de televisão RT.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s