Ban Ki-moon quer soluções conjuntas para crise de refugiados

Ele fez um pedido para que a comunidade internacional não "deixe" a Grécia "sozinha", que, segundo ele, "deve receber apoio"

Atenas – O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, se reuniu neste sábado com o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, e agradeceu a “solidariedade” de seu país na crise de refugiados, e também insistiu que é preciso buscar soluções “conjuntas” para esse problema.

Após a reunião, Ban se dirigirá à ilha de Lesbos, onde poderá ver em primeira mão as condições de vida de alguns dos cerca de 60 mil refugiados que vivem em território grego.

Após falar com Tsipras, o secretário-geral das Nações Unidas insistiu em agradecer às autoridades gregas a gestão da situação, “apesar da crise econômica”, e fez um pedido para que a comunidade internacional não “deixe” a Grécia “sozinha”, que, segundo ele, “deve receber apoio”.

“Fico triste com a morte de tanta gente”, disse Ban em relação aos naufrágios de embarcações de imigrantes no Mar Mediterrâneo, um problema cuja solução dever ser buscada na comunidade internacional.

Ban Ki-moon também fez questão de mencionar e agradecer o “trabalho” feito no terreno pelas ONG nesta crise.

Tsipras, por sua vez, destacou que a Grécia “recebeu a onda de refugiados mais importante na Europa após a Segunda Guerra Mundial” e que, “apesar da crise, o povo conseguiu oferecer ajuda a mais de 1 milhão de refugiados”.

Além disso, o primeiro-ministro garantiu que está de acordo com Ban que “a crise não pode ser resolvida com medidas inspiradas pelo nacionalismo” como “o fechamento de fronteiras, ações unilaterais e devoluções marítimas”.

Nesse sentido, Tsipras louvou o acordo entre União Europeia e Turquia com o qual, disse, “as chegadas diminuíram sensivelmente”, e com o qual as mortes por naufrágio no Mar Egeu caíram para “zero”.

“Ao mesmo tempo, há uma via legal para a entrada na zona do tratado de Schengen e a realocação a partir da Turquia, e esperamos que esta via estreita se torne uma avenida”, concluiu Tsipras, que ressaltou que “os pedidos de asilo dos que chegam à Grécia estão sendo examinados individualmente, com a ajuda de funcionários”.

Ban e Tsipras também falaram sobre as negociações entre greco-cipriotas e turco-cipriotas, promovidas pela ONU para a reunificação da ilha, sobre as quais Ban Ki-moon agradeceu o “apoio” da Grécia para que cheguem a um bom termo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s