Bélgica admite que atentados foram um fracasso para o país

"Somos um pequeno país no coração da Europa. Uma plataforma de onde é muito fácil organizar atentados em outros países europeus", admitiu o primeiro-ministro

Os atentados em Bruxelas foram um fracasso para a Bélgica, admitiu nesta quarta-feira o primeiro-ministro Charles Michel, que negou, no entanto, que seu país seja classificado como “um Estado falido”.

“Quando há um atentado como este, há obviamente um fracasso”, afirmou Michel em uma coletiva com a imprensa internacional.

Michel negou as acusações de laxismo contra as autoridades desde os atentados de Paris, em 13 de novembro, ataques que foram planejados e organizados em grande parte no reino.

“A Bélgica precisou de apenas alguns meses para deter Salah Abdeslam, suspeito-chave dos atentados de Paris e com estreitos vínculos com os autores dos ataques em Bruxelas”, afirmou MIchel, recordando que, para prender Bin Laden, foram necessários dez anos.

“Somos um pequeno país no coração da Europa. Uma plataforma de onde é muito fácil organizar atentados em outros países europeus”, admitiu, no entanto.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s