Bombardeio mata 9 em centro médico apoiado pela MSF na Síria

Em um tweet, MSF indicou que está reunindo mais dados sobre o fato, mas ainda não confirmou se houve vítimas

Beirute –  Pelo menos nove pessoas morreram nesta segunda-feira e dezenas ficaram feridas e desaparecidas por um bombardeio contra um centro de saúde apoiado por Médicos Sem Fronteiras (MSF) na província setentrional síria de Idlib, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG afirmou que aviões russos atacaram o hospital situado nos arredores de Maarat al Nuaman, em Idlib.

O coordenador regional de Comunicações da MSF, Sam Taylor, confirmou à Agência Efe o ataque contra a instalação sanitária e acrescentou que sua organização está tentando recopilar mais dados sobre este bombardeio.

Não é a primeira vez que um centro médico que recebe apoio da MSF é atacado na Síria.

Em 5 de fevereiro, três pessoas morreram e outras seis, entre elas uma enfermeira, ficaram feridas por um bombardeio contra o hospital de Tafas, no sul da Síria e ajudado pela ONG.

A Síria sofre há quase cinco anos um conflito que já tirou a vida de mais de 260 mil pessoas, segundo a apuração do Observatório.

Texto atualizado às 8h49.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s