Serra critica “detenções arbitrárias” na Venezuela

Segundo José Serra, essas detenções ocorreram "à revelia do devido processo legal e em claro desrespeito a liberdades e garantias fundamentais"

Brasília – O ministro das Relações Exteriores brasileiro, José Serra, reiterou nesta terça-feira a “preocupação” do governo de Michel Temer frente à “multiplicação recente de detenções arbitrárias na Venezuela“, entre as que citou o caso do jornalista Braulio Jatar.

Segundo o comunicado do Ministério das Relações Exteriores, essas detenções ocorreram “à revelia do devido processo legal e em claro desrespeito a liberdades e garantias fundamentais”.

A nota acrescenta que se tenta um “desdobramento que dificulta ainda mais o diálogo entre governo e oposição, indispensável para a superação da dramática crise política, econômica, social e humanitária” que sofre esse país.

Jatar, jornalista chileno que mora na Ilha Margarita, foi detido no último dia 3 “por cometer crimes graves tipificados na legislação venezuelana”, segundo as autoridades da Venezuela.

Sua detenção, assim como as de outras 30 pessoas, ocorreu um dia depois de o presidente Nicolás Maduro realizar uma visita à comunidade de Villa Rosa, onde foi recebido com sonoros protestos.

Os outros detidos foram libertados, mas Jatar permanece preso e, segundo informou ontem o portal “Reporte Confidencial”, coordenado pelo jornalista, ele foi trasladado a uma prisão localizada no estado de Guárico.

O governo chileno também expressou preocupação pela situação do profissional, e recebeu uma dura resposta do governo venezuelano.

“A República Bolivariana da Venezuela exige à Chancelaria chilena apego às normas internacionais, respeito à soberania venezuelana e coerência histórica com os processos unitários e de integração sul-americana”, manifestou o governo de Maduro, que rejeitou o que qualificou de “injerencismo” por parte do Chile. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s