Cameron pede que Reino Unido respeite sonhos dos jovens

A mensagem de Cameron foi anunciada a poucas horas do último debate da campanha do referendo da próxima quinta, com as pesquisas apontando novamente um empate

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, dirigiu-se solenemente nesta terça-feira ao país e pediu às gerações mais velhas que votem a favor da União Europeia (UE), pensando nas “esperanças e sonhos” dos jovens.

A mensagem de Cameron foi anunciada a poucas horas do último debate da campanha do referendo da próxima quinta-feira, com as pesquisas apontando novamente um empate, e após uma nova advertência sobre os perigos do Brexit (saída da Grã-Bretanha da UE), desta vez do investidor George Soros, que prevê uma grave crise no Reino Unido.

“Pensem nas esperanças e sonhos de seus filhos e seus netos. Sabem de suas possibilidades de trabalhar, de viajar, de construir o tipo de sociedade aberta e próspera que desejam, depende do resultado do referendo”, afirmou Cameron em um discurso à nação diante da residência oficial de Downing Street, a dois dias do referendo sobre a UE.

“Eles não poderão reverter a decisão que vocês tomarem”, completou.

Depois de citar os perigos econômicos de abandonar a UE, Cameron alertou que “são riscos para nossas famílias, e não deveríamos corrê-los”.

“Por você, por sua família, pelo futuro de teu país, vote na permanência”, concluiu.

A dois dias do referendo, a média das pesquisas elaborada pela revista The Economist mostra que as pessoas mais velhas desejam a saída, 57% a 36%, em uma proporção muito maior que a população em geral (44% partidários da permanência, 43% da saída).

Também de acordo com a revista, 60% dos jovens desejam a permanência na UE e apenas 20% o abandono.

O último debate

Milhares de pessoas devem acompanhar nesta terça-feira no pavilhão da Wembley Arena de Londres o debate, organizado e transmitido pela BBC a apenas dois dias do referendo de 23 de junho.

O ex-prefeito de Londres Boris Johnson defenderá a saída da UE (opção conhecida como Brexit) em um debate com seu sucessor no comando da capital inglesa, o trabalhista Sadiq Khan.

O debate será entre equipes. Johnson terá a seu lado a deputada trabalhista Gisela Stuart e a ministra da Energia, Andrea Leadsom. Khan terá como companheiras a líder dos conservadores escoceses, a carismática Ruth Davidson, e Frances O’Grady, secretária-geral da Trades Union Congress, a grande confederação sindical.

O debate começará às 20H00 (16H00 de Brasília) e será a última grande oportunidade de convencer os indecisos, que superam 10% de acordo com as pesquisas.

A advertência mais recente veio do magnata George Soros, que fez uma fortuna ao apostar contra a libra em 1992. Ele previu uma “sexta-feira negra” nos mercados mundiais se o Brexit triunfar, assim como o empobrecimento dos britânicos.

“O valor da libra cairá de forma vertiginosa, pelo menos 15%”, afirma o magnata americano de 85 anos em um artigo publicado no jornal The Guardian.

“A ironia, neste caso, é que uma libra valeria aproximadamente um euro, uma forma de ‘unir-se ao euro’ que ninguém desejaria no Reino Unido”, completou Soros.

As Bolsas e a libra perderam nesta terça-feira o estímulo das duas sessão anteriores, quando registraram altas expressivas graças à convicção de que a permanência na UE seria vitoriosa no referendo.

Na segunda-feira, uma pesquisa publicada pelo jornal Daily Telegraph mostrou 49% das intenções de voto para a permanência e 47% para a saída da UE. Uma sondagem do instituto YouGov para o Times mostra apoio de 44% ao Brexit e 42% para os partidários da continuidade.

Nas casas de apostas, no entanto, a permanência na UE vence de goleada, 78% a 22%.

Beckham a favor da UE

A UE recebeu o apoio do ex-jogador de futebol David Beckham, que foi capitão da seleção inglesa, e que defendeu a permanência ao recordar sua passagem por Real Madrid, Milan e Paris Saint-Germain, assim como os colegas europeus de seu período no Manchester United.

O Manchester United teve “mais êxito graças a um goleiro dinamarquês, Peter Schmeichel, a liderança de um irlandês, Roy Keane, e a habilidade do francês Eric Cantona”, escreveu em uma mensagem divulgada em sua página no Facebook.

“Vivemos em um mundo vibrante e conectado, no qual unidos somos mais fortes. Por nossos filhos e os filhos de nossos filhos deveríamos enfrentar os problemas do mundo juntos, e não sozinhos. Por estas razões, votarei a favor da permanência na UE”, concluiu.

Beckham se une assim à escritora J.K.Rowling, o empresário Richard Branson e os atores Ian McKellen e Idris Elba na lista de personalidades a pedir voto a favor da UE. Do outro lado, os atores Michael Caine, John Cleese e o cantor Roger Daltrey pedem voto pela saída do bloco europeu.

Além disso, 96 reitores de universidades britânicas defenderam a permanência na UE.

“O isolamento do maior bloco econômico do mundo afetaria nossa posição como líder mundial em ciência e educação”, afirmam em uma carta publicada pelo jornal The Independent.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s