Campanha de Hillary afirma ter sido hackeada

Responsáveis pelo roubo de 20.000 e-mails do Comitê Nacional Democrata também hackearam a campanha presidencial da candidata do partido, Hillary Clinton

Washington – Os responsáveis pelo roubo de 20.000 e-mails do Comitê Nacional Democrata (DNC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos também hackearam a campanha presidencial da candidata do partido, Hillary Clinton.

A campanha de Hillary admitiu em comunicado que os hackers acessaram seu sistema como parte do ataque ao DNC, mas esclareceu que os técnicos em informática que trabalham para ela “não acharam provas” de que estes sistemas “tenham sido comprometidos”.

Por sua parte, o FBI (polícia federal americana) divulgou um comunicado no qual informa que está investigando o “hackeamento de múltiplas entidades políticas”, mas não precisou as vítimas desses ataques informáticos.

“O FBI leva a sério qualquer denúncia de intrusão, e vamos pedir esclarecimentos àqueles que representam uma ameaça para o ciberespaço”, acrescentou essa instituição, que também investiga se a Rússia está por trás destes ataques.

Os ataques informáticos contra o DNC foram divulgados na semana passada, quando o Wikileaks publicou 20.000 e-mails que puseram em evidência o tratamento favorável dado pela cúpula democrata a Hillary frente ao senador Bernie Sanders durante as primárias.

Esse vazamento provocou a renúncia da presidente do DNC, a também congressista Debbie Wasserman Schultz.

Enquanto os democratas se recuperavam das feridas causadas pelo vazamento, o fundador do Wikileaks, Julian Assange, advertiu que sua organização se encontra em posse de “muito mais material” relacionado com a campanha presidencial dos EUA.

A cúpula democrata sustenta que a Rússia está por trás do vazamento que teria como objetivo prejudicar Hillary na disputa contra o republicano Donald Trump, uma teoria insinuada pelo próprio presidente americano, Barack Obama, e em cima da qual o FBI trabalha.

A Rússia, por sua parte, tachou de “absurdas” as acusações e alertou que prejudicam as “relações bilaterais”. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s