Chanceler da UE avisa de risco de desintegração do bloco

Se os europeus se limitarem a respostas nacionais ante um fenômeno europeu e não adotarem instrumentos à altura, a crise migratória se agravará

A União Europeia (UE) corre o risco de se “desintegrar” se não responder de forma conjunta à crise migratória, advertiu a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, em uma entrevista.

Se os europeus se limitarem a respostas nacionais ante um fenômeno europeu e não adotarem instrumentos à altura, “a crise se agravará, com reações em cadeia de opiniões públicas e de governos nacionais”, afirma Mogherini na entrevista ao jornal italiano Il Sole 24 Ore.

“Sem estes instrumentos, há um risco de desintegração”, completa.

A Áustria anunciou medidas para reforçar a segurança em sua fronteira com a Eslovênia, que podem incluir a construção de uma cerca – que seria a primeira no espaço Schengen -, para controlar o fluxo de migrantes.

Durante uma conversa por telefone na quarta-feira com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, o chanceler social-democrata austríaco Werner Faymann afirmou que “não há espaço para as fronteiras na Europa”, sem explicar as intenções de seu governo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s