Chegam a Sydney 2 infectados com zika procedentes do Caribe

"É muito improvável que haja uma transmissão local do vírus do zika em Nova Gales do Sul dado que os mosquitos que transmitem a infecção não estão aqui"

Sydney – As autoridades sanitárias da Austrália confirmaram nesta terça-feira que duas pessoas infectadas com o zika vírus chegaram a Sydney procedentes do Caribe, mas descartaram que a situação represente um risco para a população.

“É muito improvável que haja uma transmissão local do vírus do zika em Nova Gales do Sul dado que os mosquitos que transmitem a infecção não estão aqui”, disse a diretora da unidade de doenças infecciosas, Vicky Sheppeard, citada pelo site do jornal “The Sydney Morning Herald”.

O mosquito da febre amarela, o Aedes aegypti, é o único dos que habitam na Austrália capaz de transmitir este organismo e só é próprio das zonas tropicais, como as que existem no estado de Queensland, no nordeste da Austrália, segundo os especialistas.

A Organização Mundial da Saúde declarou ontem que os dois grupos de casos de microcefalia e outras desordens neurológicas detectados no Brasil e na Polinésia Francesa e sua possível relação com o zika constituem uma emergência sanitária de alcance mundial.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s