Cheia do rio Ganges impede tradicional ritual na Índia

Com a cheia do Ganges, os "ghats", escadas de acesso ao rio, e as plataformas onde são feitas as cremações foram submersas

A cidade santa hindu de Benarés, norte da Índia, teve de suspender as tradicionais incinerações às margens do rio Ganges por causa das inundações causadas por fortes chuvas de monção.

Mais de 100.000 pessoas tiveram de abandonar suas casas nos últimos dias nos estados de Uttar Pradesh e de Bihar por culpa de chuvas que já causaram a morte de vinte pessoas.

Com a cheia do Ganges, os “ghats”, escadas de acesso ao rio, e as plataformas onde são feitas as cremações foram submersas, obrigando as famílias a incinerar os corpos de seus parentes nos telhados do imóveis.

Benarés, ou Varanasi, é considerada pelos fiéis hindus um lugar privilegiado para incinerar seus mortos, cujas cinzas são jogadas no Ganges.

Também foram suspensas as incinerações em outra cidade santa de Uttar Pradesh, Alahabad, onde foram acesas fogueiras que levam ao rio.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s