Confrontos entre sírios e afegãos deixa 8 feridos em Atenas

A guarda litorânea informou nesta quinta-feira que duas pessoas tiveram que ser levadas ao hospital com lesões na cabeça

Atenas – Um confronto entre sírios e afegãos no acampamento improvisado de refugiados no porto do Pireo deixou oito pessoas feridas ontem à noite.

A guarda litorânea informou nesta quinta-feira que duas pessoas tiveram que ser levadas ao hospital com lesões na cabeça, e que as outras seis sofreram ferimentos leves.

A briga começou aparentemente depois de um afegão insultar a mulher de um sírio.

Em seguida o porto se transformou em um campo de batalha, com brigas que se estenderam pelos vários terminais em que cerca de 5.800 estão acampados, publicou a imprensa local.

Os diferentes grupos jogaram pedras, derrubaram contêineres de lixo e quebraram o vidro de um dos terminais de passageiros.

A situação acabou se acalmando, mas as forças antidistúrbios, assim como a guarda litorânea e funcionários do porto, permaneceram em alerta durante toda a noite, e esta manhã operários portuários limparam a área.

O Departamento de Políticas de Migração distribuirá nos próximos dias folhetos em vários idiomas pedindo aos acampados que permitam sua transferência a centros de amparo.

A mudança atrasou porque os centros em questão ainda não estão prontos.

Segundo a imprensa local, está previsto que afegãos e sírios sejam transferidos a instalações diferentes para evitar este tipo de distúrbio.

Têm se registrado repetidamente momentos de tensão entre os grupos, na maioria das vezes durante a distribuição de alimentos, mas voluntários de Cruz Vermelha disseram à Agência Efe que não houve maiores conflitos se forem levadas em conta em conta as péssimas condições em que vive um número tão elevado de pessoas.

Descongestionar o porto do Pireu antes da temporada turística é uma prioridade para o governo, que já tem campos prontos e novas instalações para mais 4.500 postos de amparo além dos 30 mil que se comprometeu a criar.

Entre eles está um antigo centro de veraneio abandonado em Cilene, no oeste do Peloponeso, com capacidade para 1.300 pessoas e que foi reabilitado para começar a ser utilizado a partir desta noite.

Há atualmente 51.393 migrantes e refugiados em todo o território grego, 5.750 dlees no Pireo e 11.324 em Idomeni, na fronteira com a Macedônia, ambos acampamentos improvisados sem instalações organizadas. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s