Consulado americano em Istambul é fechado por ameaça

As consultas "não urgentes", como as demandas de vistos, "estão canceladas e serão reprogramadas", afirma a nota oficial

O consulado geral dos Estados Unidos em Istambul encontrava-se parcialmente fechado nesta quarta-feira por “informações sobre uma ameaça potencial”, informou a missão diplomática.

“Devido a informações sobre uma ameaça potencial (…), o consulado abrirá na quarta-feira com funcionários e serviços limitados”, afirma a missão em um comunicado.

As consultas “não urgentes”, como as demandas de vistos, “estão canceladas e serão reprogramadas”, afirma a nota oficial.

Um grande dispositivo de segurança foi mobilizado diante do consulado.

As autoridades americanas indicaram no sábado uma “ameaça iminente” contra o consulado em Istambul.

O porta-voz do Departamento de Estado americano, John Kirby, afirmou na terça-feira que não tinha informações adicionais sobre a ameaça.

Um grupo de extrema-esquerda, o Partido/Frente Revolucionário de Libertação do Povo, reivindicou em agosto um ataque contra o consulado, que não deixou vítimas.

As autoridades turcas mantêm um elevado nível de alerta desde o atentado de Ancara atribuído aos jihadistas dos Estado Islâmico, que deixou 103 mortos em 10 de outubro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s