Coreia do Norte nega envolvimento em explosão de minas

O organismo de Pyongyang afirmou ainda que a acusação de Seul "não faz sentido" e é uma das "invenções" do governo da conservadora Park Geun-hye

Seul – A Coreia do Norte negou nesta sexta-feira seu envolvimento na recente explosão de três minas que mutilaram dois soldados sul-coreanos perto da fronteira, um fato que Seul atribuiu a um ataque direto do regime de Kim Jong-un.

“Se nosso exército precisasse atingir um alvo militar, teríamos utilizado potentes armas de fogo e não três minas”, afirmou a Comissão Nacional de Defesa da Coreia do Norte em comunicado divulgado pela agência estatal “KCNA”.

O organismo de Pyongyang afirmou ainda que a acusação de Seul “não faz sentido” e é uma das “invenções” do governo da conservadora Park Geun-hye em sua estratégia de culpar o regime comunista por todos os fatos que ocorrem na Coreia do Sul.

O Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, por sua parte, rejeitou imediatamente o comunicado norte-coreano e reiterou que o país vizinho pagará as consequências por suas ações.

Pyongyang demorou quatro dias em negar seu envolvimento desde que na segunda-feira Seul lhe acusou diretamente de ter realizado o ataque.

A explosão, ocorrida no último dia 4, feriu gravemente dois soldados sul-coreanos que patrulhavam a Zona Desmilitarizada (DMZ), a 440 metros da fronteira com Coreia do Norte.

Um deles perdeu as duas pernas, enquanto o outro sofreu a amputação de um pé após a detonação.

Como resposta, Seul retomou a “guerra psicológica” ao reativar pela primeira vez em mais de uma década os alto-falantes na fronteira que enviam mensagens contra o regime dos Kim, além de emitir uma ordem de alerta máximo na região e preparar sua artilharia perante a possibilidade de novas agressões.

As forças armadas sul-coreanas também ameaçaram tomar represálias adicionais, sem oferecer detalhes.

Norte e Sul permanecem tecnicamente enfrentados desde a Guerra da Coreia (1950-53), que terminou com um armistício, nunca substituído por um tratado de paz definitivo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s