Croata é condenado a se desculpar por declaração homofóbica

Considerado a figura mais influente do futebol croata, Mamic disse em 2010 que os "homossexuais não deveriam jogar na seleção"

Zagreb – O presidente do Dínamo de Zagreb, Zdravko Mamic, foi condenado pelo Supremo Tribunal da Croácia a pedir desculpas públicas por declarações homofóbicas, depois de três absolvições em diferentes instâncias da justiça do país.

Considerado a figura mais influente do futebol croata, Mamic disse em 2010 que os “homossexuais não deveriam jogar na seleção”.

O argumento do dirigente é de estes só poderiam se dedicar a profissões como “dançarino, escritor ou jornalista”.

Após denúncia de organizações de combate a homofobia, o presidente do Dínamo foi absolvido em primeira e segunda instância, assim como em um primeiro julgamento no Supremo. O caso acabou sendo revisado, no entanto, para se adequar aos padrões jurídicos da Europa.

A sentença aponta que Mamic terá que se desculpar publicamente pela declaração e pagar pela publicação da íntegra da sentença no principal jornal da Croácia.

Além disso, está proibido de repetir nova declaração dirigida contra homossexuais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s