Diretor de documentário sobre Estado Islâmico é assassinado

O jornalista foi baleado enquanto caminhava na região central de Gaziantep

O jornalista sírio Naji Jerf foi assassinado neste domingo em Gaziantep, na Turquia, supostamente a mando do Estado Islâmico (EI), conforme veiculou a agência de notícias turca “Dogan”.

Jerf, de 37 anos, pai de duas meninas, dirigiu um documentário sobre o grupo terrorista, por isso, era apontado como um alvo, conforme admitiu a polícia turca, que está a frente das investigações, afirma a “Dogan”. Além disso, ele dirigia a publicação árabe “Hentah”.

O jornalista foi baleado enquanto caminhava na região central de Gaziantep, capital de província homônima, que faz fronteira com a Síria.

O documentário “EI em Aleppo” (em tradução livre), dirigido por Jerf, foi exibido no mês passado pela emissora “Al Arabiya”, e teve 12 milhões de reproduções na internet no site do canal.

A polícia turca já iniciou operação para tentar capturar os responsáveis pelo crime. As imagens câmeras de segurança da região já foram recolhidas, e as primeiras testemunhas já prestaram depoimento. EFE

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s