Drones e aviões são testados por risco de terremoto no Japão

Os dispositivos fizeram parte de um simulacro em nível nacional no qual participou cerca de um milhão de pessoas, incluído o Gabinete do governo japonês

Tóquio – Drones e aviões Osprey da Marinha japonesa foram desdobrados nesta quinta-feira no Japão para mostrar a capacidade dos dispositivos de última geração caso ocorra um grande terremoto na fossa de Nankai (leste), um dos pontos com maior atividade sísmica do mundo.

Os dispositivos fizeram parte de um simulacro em nível nacional no qual participou cerca de um milhão de pessoas, incluído o Gabinete do governo japonês e o primeiro-ministro Shinzo Abe, para provar a capacidade de reposta do Estado diante dito cenário, segundo informou hoje a agência local “Kyodo”.

Um drone fez parte do desdobramento efetuado na cidade de Himeji (oeste) para registrar a extensão da devastação gerada por um hipotético terremoto com uma magnitude de 9,1 na escala aberta de Richter e de nível máximo de 7 na escala japonesa -que se centra mais nas zonas afetadas- na fossa submarina de Nankai.

Os especialistas predizem que ocorrerá um forte terremoto nas próximas décadas neste lugar, que se situa ao sul da ilha de Honshu, a maior do arquipélago japonês.

Na cidade de Sasebo da Prefeitura de Nagasaki, na ilha sulina de Kyushu, dois aviões Osprey da Marinha japonesa foram usados no simulacro, que incluiu o transporte de uma equipe médica de emergência até uma ilha remota.

O uso destas aeronaves de decolagem vertical, capazes de decolar e aterrissar como um helicóptero e voar como um avião, estaria destinado a demonstrar a segurança do aparelho, que o governo japonês planeja desdobrar no aeroporto de Saga em Kyushu.

Também participaram das manobras membros dos corpos de Polícia, bombeiros e as forças de Autodefesa (Exército) do país, que se encarregariam de evacuar a população afetada.

O dia 1 de setembro é conhecido como o Dia da Prevenção de Desastres no Japão desde o devastador terremoto de magnitude 7,9 na escala Richter que castigou a região de Kanto, incluída a cidade de Tóquio, tal dia como hoje em 1923 deixando mais de 100 mil mortos. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s