EI assassina 18 homens leais ao regime sírio em Palmira

O Observatório Sírio de Direitos Humanos explicou que as vítimas foram executadas extrajudicialmente em uma praça pública de Palmira

Beirute – O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assassinou 18 homens que seriam leais ao regime de Bashar al Assad, entre soldados e pistoleiros, na cidade monumental de Palmira, controlada pelos jihadistas, informou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG, que citou moradores da região, explicou que as vítimas foram executadas extrajudicialmente em uma praça pública de Palmira, no leste da província de Homs, no centro da Síria.

Os radicais disseram aos cidadãos que suas vítimas eram “soldados do regime alauita e ‘shabiha'” (pistoleiros), capturados durante combates.

Palmira, cujas ruínas grecorromanas são consideradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco, foi tomada pelos extremistas em 20 de maio durante uma ofensiva no leste de Homs.

Desde então, o EI realizou dezenas de execuções de pessoas que acusou de serem leais ao regime de Assad.

Em julho, a organização jihadista publicou um vídeo que mostrava 25 supostos soldados sírios serem assassinados a tiros por menores de idade recrutados pelo EI no teatro romano de Palmira.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s