EUA condenam atentado terrorista na Indonésia

Os Estados Unidos condenaram "com contundência" o atentado cometido em Jacarta, que deixou pelo menos sete mortos, entre eles cinco agressores, e 20 feridos

Washington – Os Estados Unidos condenaram nesta quinta-feira “com contundência” o atentado cometido em Jacarta, que deixou pelo menos sete mortos, entre eles cinco agressores, e 20 feridos, e que foi atribuído ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

“Apoiamos firmemente o povo indonésio contra o terrorismo e as ideologias extremistas que encorajam a violência terrorista”, afirmou o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, John Kirby, em comunicado divulgado desde Washington.

Kirby lembrou também na nota as palavras de reprovação do secretário de Estado americano, John Kerry, que disse hoje em Londres que “os atos de terrorismo não vão intimidar as nações-estado”.

“Todos estamos juntos em nossos esforços para eliminar os que elegem o terrorismo”, ressaltou Kerry, que visita Londres para se reunir com o ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al Yubeir, e conversar sobre as tensões com o Irã e a situação na Síria.

O porta-voz acrescentou que os Estados Unidos seguirão colaborando com a Indonésia e outros parceiros no mundo todo para “combater essas ameaças comuns”.

O atentado aconteceu no bairro de Jalan Thamrin, uma cêntrica zona da capital da Indonésia onde se encontram vários hotéis e restaurantes frequentados por estrangeiros e os escritórios da ONU, nas cercanias do palácio presidencial.

O ataque começou durante a manhã, com uma primeira deflagração diante de um local da rede Starbucks, perto de um posto policial, que deu início a um intenso tiroteio seguido por outra explosão.

A troca de tiros continuou em um cinema situado no centro comercial Sarinah, onde se esconderam vários agressores até que foram mortos pela polícia horas mais tarde.

Três agressores morreram no tiroteio, enquanto os outros dois detonaram a bomba que levavam na motocicleta com a qual se lançaram contra o posto da polícia, indicou o chefe das forças de segurança, Tito Karnavian.

Karnavian explicou que na ação morreram dois civis, um indonésio e um canadense, enquanto 20 pessoas ficaram feridas, entre elas cinco agentes. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s