EUA dizem que Irã violou lei ao deter marinheiros americanos

"O comportamento do Irã foi ultrajante, não profissional e esteve em desacordo com o direito internacional", declarou o secretário

Washington – Os secretário de Defesa dos Estados Unidos, Ashton Carter, afirmou nesta quinta-feira que a breve detenção de marinheiros americanos pelo Irã em janeiro na zona do Golfo representou uma violação do direito internacional.

Dez marines americanos permaneceram detidos por menos de 24 horas, depois de terem sido interceptados pelo Irã em águas territoriais iranianas perto das ilhas Farsi, onde entraram por engano.

Na ocasião, os Estados Unidos adotaram um tom conciliador com Teerã, poucos dias após a entrada em vigor de um acordo nuclear entre a República Islâmica e as grandes potências.

“O comportamento do Irã foi ultrajante, não profissional e esteve em desacordo com o direito internacional”, declarou o secretário de Defesa, perante a comissão das Forças Armadas do Senado.

“Nada do que soubemos depois sobre as circunstâncias deste incidente” desmente essa avaliação, acrescentou Carter.

Vários meios de comunicação iranianos e alguns americanos exibiram imagens humilhantes dos marinheiros, mostrando-os ajoelhados com as mãos atrás da cabeça.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s