EUA estão abertos a conversas táticas com Rússia sobre Síria

Os Estados Unidos se mostraram abertos a manter conversas "táticas e práticas" com a Rússia sobre a Síria, segundo o porta-voz da Casa Branca

Washington – Os Estados Unidos se mostraram abertos nesta quinta-feira a manter conversas “táticas e práticas” com a Rússia sobre a Síria, apesar de o Pentágono ressaltar que ainda não tomou uma decisão definitiva sobre a proposta russa de preparar um diálogo entre os militares de ambos os países sobre o conflito sírio.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, declarou durante sua entrevista coletiva diária que o governo americano “segue aberto a manter conversas táticas e práticas” com a Rússia sobre a Síria e a campanha contra o Estado Islâmico (EI).

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, revelou na quarta-feira que tinha recebido uma proposta da Rússia para fazer conversas “militares” sobre o conflito da Síria.

O porta-voz do Pentágono, Peter Cook, afirmou hoje que o secretário de Defesa americano, Ashton Carter, está “conversando com o restante da equipe de segurança nacional para definir a melhor forma de proceder” em relação à proposta russa.

“É algo que está sendo considerado, mas não há nenhuma decisão tomada por enquanto”, indicou Cook em entrevista coletiva.

Kerry disse na quarta-feira que é a favor de iniciar essas conversas militares, ao considerar “vital evitar mal-entendidos ou erros de cálculo” e compreender “claramente o caminho a ser seguido e quais são as intenções” de Moscou na Síria.

No entanto, o representante do Pentágono apoiou até agora “a suspensão das conversas com o braço militar russo”, porque “não acreditava que isso fosse produtivo devido às ações russas na Ucrânia, e especialmente nas tentativas de anexar” a península da Crimeia, conforme lembrou Cook.

De qualquer forma, o secretário de Defesa “manteve aberta a possibilidade de voltar a se comunicar com os russos se, em algum momento no futuro, fizer sentido fazê-lo”, acrescentou o porta-voz.

Kerry e Carter se reunirão nesta quinta-feira para conversar sobre a campanha contra o Estado Islâmico e é possível que aproveitem a ocasião para avaliar mais a fundo a proposta russa.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou na terça-feira que Moscou continuará apoiar o governo sírio com ajuda técnico-militar na luta contra os grupos terroristas, como o Estado Islâmico.

Os Estados Unidos se opõem a qualquer apoio ao governo de Bashar al Assad e argumentam que o líder sírio não pode fazer parte da transição política necessária para encerrar a guerra civil na Síria. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s