EUA publicam o maior pacote de e-mails de Hillary Clinton

Determinação judicial: todas as 55 mil páginas dos e-mails de Hillary Clinton devem ser divulgadas antes de 29 de janeiro de 2016

Washington – O Departamento de Estado dos Estados Unidos publicou nesta segunda-feira 7.800 páginas de e-mails de Hillary Clinton, o maior pacote de mensagens transmitidos pela pré-candidata presidencial do Partido Democrata durante sua etapa como secretária de Estado (2009-2013).

Esse pacote responde à determinação do juiz federal Rudolph Contreras, que ordenou ao Departamento de Estado divulgar mensalmente, até janeiro de 2016, os e-mails de Hillary Clinton depois que ela revelou que tinha utilizado uma conta particular de e-mail para assuntos de interesse nacional enquanto estava no governo.

“Esta é nossa maior publicação até o momento. A publicação de hoje supera a meta estipulada pela Justiça para que 66% dos e-mails de Hillary Clinton fossem disponibilizados ao público até 30 de novembro”, destacou hoje a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Elizabeth Trudeau, em sua entrevista coletiva diária.

Com esta sétima entrega, resta apenas a publicação de outros dois pacotes, um previsto para dezembro e outro para janeiro. Segundo a determinação judicial, todas as 55 mil páginas dos e-mails de Hillary Clinton devem ser divulgadas antes de 29 de janeiro de 2016.

Entre os e-mail divulgados hoje, há mensagens sobre a Primavera Árabe, o conflito árabe e israelense e a concessão de um visto de entrada nos EUA para Mariela Castro, filha do presidente cubano Raúl Castro, em 2012, que participaria de uma conferência como diretora do Centro Nacional de Educação Sexual (Cenesex).

Em uma mensagem datada de 18 de maio de 2012, a atual secretária adjunta de Estado para assuntos da Europa e Eurasia, Victoria Nuland, enviou a Hillary e outros assessores as perguntas que recebeu dos jornalistas sobre a concessão do visto à filha do presidente cubano durante a entrevista coletiva diária do Departamento de Estado.

Boa parte das mensagens divulgadas hoje oferecem detalhes sobre a vida privada da pré-candidata, como a escolha de seus óculos e sua busca por vídeos sobre um determinado penteado.

A polêmica sobre os e-mails de Hillary teve origem no início deste ano, quando a ex-secretária de Estado se preparava para lançar sua candidatura presidencial e a imprensa americana revelou que ela tinha utilizado seu e-mail particular para assuntos de interesse nacional. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s