Europa em xeque – mais uma vez

Vai ou não vai? O primeiro-ministro italiano Matteo Renzi renunciou ao cargo após ter sua reforma constitucional derrotada nas urnas no domingo, mas ontem decidiu ficar por mais alguns dias, a pedido do presidente Sergio Mattarella. Até o final desta semana, o Congresso deve votar o orçamento para 2017. Nesta terça-feira, o partido democrata, do qual Renzi é líder, já se reúne para discutir o nome de um possível sucessor.

O atual ministro de Finanças, Pier Carlo Padoan, é o mais cotado. Porém, todos os partidos poderão pleitear a vaga junto ao presidente. O líder da coligação de centro-direita Força Itália, Silvio Berlusconi, sempre ele, é um dos candidatos; Beppe Grillo, do Movimento 5 Estrelas; e Matteo Salvini, da Liga Norte, também. As duas últimas coligações são de extrema-direita e têm encampado o pedido de novas eleições.

É um imbróglio típico da Itália, em que instabilidade política é a regra. A única certeza: a derrota dos democratas favorece o avanço de grupos populistas, e preocupa a União Europeia. Líderes nacionalistas como a francesa Marine Le Pen e o holandês Geert Wilders têm feito campanha pela a saída da bloco. O resultado das urnas, em que 59% dos eleitores se mostraram contrários à reforma, abalou o euro e revelou o desconforto da população com propostas de maior centralização de poder, mas também com a falta de perspectiva da União Europeia. A moeda, com a decisão, caiu para o nível mais baixo em 21 meses, chegando a custar 1 dólar.

A economia italiana anda de lado há 20 anos – este ano, a previsão de alta no PIB é de 0,8% – e as taxas de desemprego continuam no patamar dos 11% desde 2015. A zona do euro segue o mesmo marasmo – após crescer 2% no ano passado, deve avançar apenas 1,7% este ano e 1,5% no ano que vem – a última revisão do PIB do terceiro trimestre sai hoje. É, enfim, um péssimo ambiente para levar às urnas projetos mais ousados. Renzi foi apenas o último político a descobrir isso da pior forma possível.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s