Ex-presidente do Panamá pode ser preso por espionagem

Depois de mais de quatro horas de deliberação, juízes da Suprema Corte votaram a favor da detenção provisória de Ricardo Martinelli

Cidade do Panamá – O Supremo Tribunal do Panamá ordenou na segunda-feira a detenção do ex-presidente Ricardo Martinelli pela acusação de ter usado dinheiro público para espionar mais de 150 pessoas de forma ilegal, uma das várias denúncias que ele enfrenta na Justiça.

Depois de mais de quatro horas de deliberação, juízes da Suprema Corte votaram a favor da detenção provisória de Martinelli, um multimilionário empresário do ramo de supermercados que governou o país entre 2009 e 2014.

Martinelli respondeu à decisão em seu Twitter na noite de segunda-feira, dizendo que essa foi a primeira rodada de um julgamento político. Ele fugiu do Panamá em janeiro e acredita-se que esteja vivendo em Miami.

Apesar da popularidade inicial, devido a um boom de obras públicas e o crescimento econômico mais rápido da América Latina, o governo de Martinelli foi manchado por acusações de corrupção nos últimos anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s