Federação Argentina é evacuada por alerta falso de bomba

O susto acontece em meio à profunda crise interna que atravessa a entidade mandatária do futebol argentina, um dia após a derrota na final da Copa América

Um alerta falso de bomba forçou nesta segunda-feira a evacuação da sede da Associação de Futebol Argentino (AFA), segundo informações das emissoras locais TN e C5N.

O susto acontece em meio à profunda crise interna que atravessa a entidade mandatária do futebol argentina, um dia após a derrota na final da Copa América do Centenário para o Chile, o terceiro vice-campeonato seguido da ‘alviceleste’.

“Respeitem minha privacidade, hoje não quero falar”, declarou à imprensa ao sair do edifício o presidente afastado da AFA, Luis Segura, acusado na quinta-feira pela autoridades argentinas de crime de gestão fraudulenta dos recursos públicos que a AFA recebia pela transmissão na TV estatal do Campeonato Argentino.

A entidade foi colocada sob ordens de um comitê de regularização da Fifa, que designou como presidente interino o dirigente Damián Dupiellet. Mas a justiça argentina, que investiga supostas irregularidades financeiras, não aceitou as mudanças impostas, argumentando que ainda não concluiu a investigação.

Segura tinha previsto nesta segunda-feira participar de reuniões com dirigentes de clubes do país, representantes judiciais e inspetores federais.

A pedido de uma juíza argentina, desde junho três inspetores federais acompanham o fluxo do dinheiro pago pelo governo federal por meio do programa social Fútbol Para Todos.

Esses inspetores, ao longo do último ano, encontraram uma série de irregularidades, o que teria obrigado o governo a intervir, suspendendo os pagamentos contratuais pelos direitos de transmissão de jogos do Campeonato Argentino.

Na última sexta-feira, no dia em que completou 29 anos, o craque Lionel Messi fez duras críticas à AFA e afirmou que “chegou a hora de mudar”, dois dias antes da final da Copa América,

Depois da derrota para o Chile, o craque do Barça chocou o mundo ao afirmar que não defenderá mais a seleção argentina. Além das desilusões esportivas, existem especulações de que o desentendimento com a AFA também pesou na decisão.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s