Filipinas anunciam cessar-fogo com rebelião comunista

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, fez o anúncio em seu discurso sobre o Estado da Nação, no qual apresentou o contexto das negociações de paz

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, anunciou nesta segunda-feira um cessar-fogo unilateral com a rebelião comunista, uma das insurreições mais antigas da Ásia, a quem convocou a deixar as armas.

Duterte fez este anúncio durante seu primeiro discurso sobre o Estado da Nação ante o congresso, no qual apresentou o contexto das negociações de paz com os comunistas previstas para agosto na Noruega.

“Para colocar fim à violência em terra (e) restabelecer a paz, anuncio um cessar-fogo unilateral”, declarou Duterte, que pediu reciprocidade à rebelião.

O Partido Comunista das Filipinas (PCP) lançou três meses depois de sua fundação, em dezembro de 1968, uma insurreição na qual morreram ao menos 30.000 pessoas, segundo estimativas oficiais.

O Novo Exército do Povo (NEP), o braço armado do PCP, conta atualmente com 4.000 membros, contra 26.000 na década de 1980.

O ex-presidente Benigno Aquino havia lançado negociações de paz em 2010, mas as abandonou três anos depois, acusando a rebelião de falta de sinceridade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s