Fisco espanhol não vai recorrer de condenação a Messi

o Ministério Público definiu não recorrer à Corte Suprema da sentença da última semana, em que a Audiência condenou Messi e seu pai a 21 meses de prisão

Barcelona – O Fisco da Espanha não recorrerá da pena de 21 meses de prisão imposta pela Audiência de Barcelona a Lionel Messi, mesmo depois de ter considerado que o jogador não é culpado dos três crimes fiscais de que era acusado.

Segundo informações fornecidas à Agência Efe por fontes da justiça, o Ministério Público definiu não recorrer à Corte Suprema da sentença da última semana, em que a Audiência condenou Messi e seu pai a 21 meses de prisão por fraude fiscal de 4,1 milhões de euros entre 2007 e 2009.

A Receita, que inicialmente promover ação criminal contra os dois, acabou por pedir o arquivamento do caso, depois de Messi devolver o montante em questão, concluindo que o atacante não teve conhecimento da fraude.

Isso porque sua intervenção foi “puramente formal”, limitando-se a seguir as indicações do pai.

Por esse motivo, o Fisco acusou no julgamento apenas o pai do atleta, Jorge Horacio Messi, para quem pediu 18 meses de prisão, enquanto a Advocacia do Estado pedia uma condenação para ambos de 22 meses e 15 dias de prisão.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s