Furacão Patricia perde força ao avançar sobre México

De acordo com o serviço meteorológico do México, o furacão irá atingir as localidades de Talpa de Allende, Gallinero, Atengo e Mixtlán

Cidade do México — O furacão Patricia perdeu força na noite desta sexta-feira e foi rebaixado para a categoria 4 na escala de Saffir-Simpson, após ter tocado o solo durante a tarde no nível 5, mas as autoridades mantêm o alerta para potenciais efeitos do fenômeno, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) do México.

Em seu boletim das 22h15 locais (1h15 de Brasília do sábado), o SMN relatou que Patricia seguirá se movimentando sobre a terra, atingindo as localidades de Talpa de Allende, Ayutla, Gallinero, Atengo e Mixtlán, no estado de Jalisco.

“Se prevê que (Patricia) siga como um furacão intenso pelo restante da noite, provocando chuvas de intensas a torrenciais, além de violentas rajadas de vento e ressaca marítima nos estados do Pacífico Central”, advertiu o órgão.

O sistema de baixa pressão se encontra a 30 quilômetros a sudeste de Talpa de Allende e a 75 quilômetros a sudeste de Puerto Vallarta, em Jalisco, e avança rumo ao norte-nordeste a 31 km/h.

Patricia está gerando neste momento ventos constantes de 215 km/h, com rajadas de 260, segundo o SMN, que mantém o aviso de prevenção por efeitos do furacão na região que vai de San Blas, no estado de Nayari, até Punta San Telmo, em Michoacán.

De acordo com o boletim, o ciclone pode trazer chuvas intensas e torrenciais aos estados de Michoacán, Colima e Jalisco.

Também pode levar chuvas intensas a Durango, Nayari, Zacatecas, Aguascalientes, Guerrero e Guanajuato, assim como precipitações muito fortes em Coahuila, Nuevo León, e San Luis Potosí, e fortes em Tamaulipas e Sinaloa.

“A nebulosidade gerada por Patricia vem avançando gradualmente em direção ao centro do país e favorecerá a ocorrência chuvas fortes no Estado do México, Puebla, Hidalgo, Querétaro, Distrito Federal e Morelos”, acrescentou o SMN.

O órgão meteorológico alertou à população sobre a possibilidade de deslizamentos em áreas montanhosas e de inundações em zonas mais baixas. Além disso, recomendou à população em geral e à navegação marítima um aumento das precauções por causa das chuvas, do vento e da ressaca marítima, e orientou que as pessoas devem estar atentas às recomendações das autoridades do Sistema Nacional de Defesa Civil.

As previsões indicam que Patricia seguirá perdendo força e, amanhã, às 7h locais (10h de Brasília) se transformará em tempestade tropical e estará localizado a 50 quilômetros ao leste de Valparaíso, em Zacatecas, com ventos constantes de 110 km/h e rajadas de 140.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s