Alemanha aprova missão militar contra o EI na Síria

Combate: Alemanha vai enviar até 1.200 soldados e aviões de reconhecimento para a Síria para ajudar na luta contra o Estado Islâmico

Berlim – O gabinete da Alemanha aprovou nesta terça-feira uma missão planejada para combater o Estado Islâmico na Síria, respondendo a apelo do presidente da França, François Hollande, para uma escalada do esforço militar internacional contra os militantes islâmicos.

A Alemanha vai enviar até 1.200 soldados e aviões de reconhecimento para a Síria para ajudar na luta contra o Estado Islâmico, disse o governo em um comunicado à imprensa.

O movimento destaca como os ataques em Paris, que mataram 130 pessoas no mês passado, forçaram uma das nações menos militaristas da Europa a reconsiderar a sua participação militar.

A Alemanha tem fornecido armas e treinamento militar para combatentes curdos no Iraque, mas agora está Intensificando seus esforços através do envio de tropas e aviões de reconhecimento.

Na semana passada, Hollande viajou para diversos países em busca do que ele chamou de “uma grande e única coalizão” contra o Estado Islâmico, em reuniões com líderes dos EUA, Reino Unido, Alemanha e Rússia.

O Parlamento alemão ainda terá que aprovar a implementação da missão militar com o uso de tropas, mas o governo está suscetível de obter apoio suficiente, pois a coalizão da chanceler Angela Merkel tem a maioria absoluta.

Alguns legisladores de partidos da oposição de esquerda têm expressado dúvidas sobre o mandato militar na Síria, dizendo que a batalha não pode ser ganha com meios militares.

Em Londres, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, fará um debate na quarta-feira para discutir se o Reino Unido deve participar dos ataques aéreos contra alvos do Estado Islâmico na Síria, dizendo que ele acredita que há “apoio crescente” do Parlamento para a ação militar.

O debate provavelmente será seguido por uma votação.

A principal oposição Partido Trabalhista disse que vai permitir que seus legisladores votem em relação à sua consciência sobre a questão, fazendo com que o apoio da maioria seja mais provável. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s