Golpistas libertarão presidente e premiê de Burkina Fasso

O presidente do Conselho Nacional da Democracia, a autoproclamada autoridade militar, justificou o golpe para "evitar a desestabilização do país"

Nairóbi – O líder do golpe de estado proclamado nesta quinta-feira em Burkina Faso, o general Gilbert Diendéré, afirmou que o presidente de transição, Michel Kafando, e seu primeiro-ministro, Isaac Zida, estão “bem e serão libertados”, embora permaneçam “sob prisão domiciliar”.

Em entrevista ao portal da revista “Jeune Afrique”, o presidente do Conselho Nacional da Democracia, a autoproclamada autoridade militar, justificou o golpe para “evitar a desestabilização do país”.

Dienderé, ex-chefe do Estado-Maior no antigo governo de Blaise Campaoré, que foi derrubado por uma revolta popular no final do ano passado, condenou a “grave situação de insegurança pré-eleitoral” que, segundo sua opinião, prevalecia no país a poucas semanas do pleito do dia 11 de outubro, convocado para pôr fim à transição.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s