Grafite de Banksy lembra: Steve Jobs era filho de refugiados

O eterno artista de rua decidiu usar seus traços para dar voz ao drama vivido pelos refugiados

Banksy voltou. O eterno artista de rua decidiu usar seus traços para dar voz ao drama vivido pelos refugiados de Calais, na França, num campo conhecido por Selva.

A imagem com os traços característicos do artista retratam Steve Jobs, o fundador da gigante Apple, com uma sacola pendurada no ombro e um computador antigo, ou vintage – se preferir -, numa mão.

A ideia é lembrar ao mundo o fato de que o pai de Jobs era uma imigrante sírio que passou a viver nos Estados Unidos após a Segunda Guerra Mundial. Numa declaração dada ao jornal inglês The Guardian, Jobs critica a visão de que os refugiados são um peso para os orçamentos dos países desenvolvidos.

“Steve Jobs era filho de um sírio. A Apple é a empresa mais lucrativa do mundo, paga mais de 6 bilhões de euros (R$ 25 bilhões) em impostos todos os ano – e isso é só porque deixaram um jovem vindo de Homs entrar”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s