Guerrilha curda mata soldado turco e fere outras 13 pessoas

Após o atentado, as forças de segurança lançaram um esquema de segurança para localizar os agressores

Ancara – A guerrilha curda do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) matou um soldado e deixou 13 pessoas feridas, três delas familiares de militares, após a explosão de um carro-bomba em um posto militar na província sulina de Mardin, informaram nesta quarta-feira as autoridades locais.

Segundo o escritório do Governador desta região, dois feridos estão em estado grave após este ataque de “terroristas separatistas”, a forma habitual de se referir ao PKK, um grupo considerado terrorista também pela União Europeia e Estados Unidos.

A força da explosão foi tal que afetou várias casas próximas e se pôde ser ouvida a 30 quilômetros de distância.

Após o atentado, as forças de segurança lançaram um esquema de segurança para localizar os agressores.

O PKK atacou delegacias e postos militares durante as últimas semanas.

No domingo, dois soldados morreram e outras 23 pessoas ficaram feridas, três delas civis, após a explosão de um veículo com duas toneladas contra uma unidade militar na cidade de Dicle.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s