Interferência militar é “inaceitável”, diz Ban Ki-moon

O secretário-geral da ONU fez um apelo em prol do respeito aos "direitos fundamentais" na Turquia

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez nesta sexta-feira um apelo em prol do respeito aos “direitos fundamentais” na Turquia e afirmou que a interferência militar nos assuntos de qualquer Estado é “inaceitável”.

“Será crucial respeitar o regime civil e a ordem constitucional de uma forma rápida e pacífica, de acordo com os princípios da democracia”, afirmou Ban por meio de seu porta-voz em uma declaração oficial. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s