Itália tenta socorrer 3.000 migrantes à deriva

Mais de 104.000 migrantes da África, Oriente Médio e do sul da Ásia desembarcaram em portos do sul da Itália no decorrer do ano

A Guarda Costeira italiana anunciou neste sábado que tenta socorrer quase 3.000 migrantes à deriva no Mediterrâneo, perto da costa líbia, depois de ter recebido vários pedidos de socorro procedentes de 18 barcos diferentes.

Pelo menos sete navios participam na grande operação de resgate de migrantes, que estavam a bordo de 14 lanchas pneumáticas e de quatro barcos, transportando entre 2.000 e 3.000 pessoas.

Mais de 104.000 migrantes da África, Oriente Médio e do sul da Ásia desembarcaram em portos do sul da Itália no decorrer do ano, depois de resgates no Mediterrâneo.

Itália e Grécia são os dois países com o maior número de migrantes que chegam por mar.

Apenas entre 8 e 14 de agosto, 20.843 migrantes chegaram à Grécia por mar, anunciou na terça-feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s