Jihadistas atacam exército curdo em três frentes no Iraque

Uma dezena de veículos carregados com explosivos e conduzidos por suicidas foram empregados contra Telsaqf, embora tenham sido destruídos pelas tropas curdas

Mossul – O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) lançou nesta terça-feira ataques em três frentes contra as tropas curdas peshmergas ao norte da cidade iraquiana de Mossul, informou uma fonte curda à Agência Efe.

O dirigente da União Patriótica do Curdistão (UPK), Gayaz al Suryi, explicou que os jihadistas atacaram os peshmergas em Telsaqf, Bashiqa e Al Jazer, que estão distantes umas das outras.

Uma dezena de veículos carregados com explosivos e conduzidos por suicidas foram empregados contra Telsaqf, embora tenham sido destruídos pelas tropas curdas e por milicianos das Unidades de Proteção de Sahl Ninawa.

Os enfrentamentos nessa área causaram dezenas de mortos nas fileiras do EI e deixaram mais de dez peshmergas feridos, segundo Al Suryi, que afirmou que as ofensivas contra Al Jazer e Bashiqa tiveram como objetivo distrair os soldados curdos do ataque de Telsaqf.

A aviação de combate da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, bombardeia atualmente os combatentes do EI enquanto os peshmergas cercam Telsaqf.

As tropas curdas estão apoiadas pelas Unidades de Proteção de Sahl Ninawa, região de maioria cristã da província nortista de Ninawa.

Na quarta-feira, o exército iraquiano tomou do EI o controle da estratégica cidade de Al Mahana, ao sul de Mossul, capital da província de Ninawa, e matou 200 jihadistas nas operações na região.

Mahana é considerada estratégica porque está próxima de uma ponte sobre o rio Tigre que liga os dois setores da região de Al Qayara, onde acontecem os atuais combates.

As tropas iraquianas, com o apoio da coalizão internacional, começaram em março sua campanha militar em Ninawa para tentar recuperar Mossul.

Esta cidade caiu nas mãos do EI em junho de 2014, mês em que o grupo terrorista proclamou um califado nas zonas sob seu controle no Iraque e na Síria.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s