Justiça rejeita recurso de policiais acusados de matar negro

"Vitória! Mas é apenas uma 1ª etapa", reagiu a Baltimore People's Power Assembly, uma ONG de combate ao racismo e abusos policiais, em um comunicado no Facebook

Um tribunal de Baltimore rejeitou nesta quarta-feira os recursos apresentados por seis policiais acusados da morte de um jovem negro em abril passado, um episódio que desencadeou violentos distúrbios nesta cidade do leste dos Estados Unidos.

Durante esta primeira audiência, o juiz Barry Williams confirmou o julgamento dos cinco homens e uma mulher – três brancos e três negros – e manteve as acusações contra eles.

“Vitória! Mas é apenas uma primeira etapa”, reagiu a Baltimore People’s Power Assembly, uma ONG de combate ao racismo e abusos policiais, em um comunicado no Facebook.

Esta audiência preliminar, que ocorre cinco meses após a brutal morte de Freddie Gray, permitiu ao juiz examinar os recursos apresentados pelos advogados dos policiais referentes às acusações apresentadas contra eles.

O processo propriamente dito dos seis policiais, três brancos e três negros, terá início no próximo mês.

Freddie Gray foi vítima de um ferimento grave nas vértebras da cervical em 12 de abril durante sua transferência em um furgão policial em Baltimore. Ele faleceu uma semana depois de sua violenta detenção.

Esta prisão foi classificada como homicídio pela procuradora do estado de Maryland. A morte do jovem desencadeou uma onda de manifestações, às vezes violentas, que denunciaram o racismo e as brutalidades policiais.

Um júri popular manteve todas as acusações contra os policiais, entre elas uma de assassinato e quatro de homicídio culposo, e acrescentou a cada um dos agentes a acusação de “colocar em risco a vida de outros”.

O caso de Freddie Gray se somou a outros similares de brutalidade policial que custaram a vida de outros jovens negros desde o verão de 2014, o primeiro dos quais foi Michael Brown, em Ferguson (Missouri, centro).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s