Lei contra divulgação de fotos íntimas será votada nos EUA

"Esses atos de bullying já arruinaram carreiras, famílias e até levaram ao suicídio," disse a parlamentar Jackie Speier

Washington – Legisladores na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos apresentaram nesta quinta-feira leis há muito paradas que tornam crime federal o compartilhamento online de conteúdo sexualmente explícito de uma pessoa sem seu consentimento.

A “Lei de Proteção de Privacidade Íntima” é um esforço de muitos anos para combater o crescimento nos últimos anos da “pornografia de vingança,” imagens que são compartilhadas na internet para extorquir ou humilhar alguém. A prática afeta desproporcionalmente mulheres.

“Esses atos de bullying já arruinaram carreiras, famílias e até levaram ao suicídio,” disse a parlamentar Jackie Speier, principal autora da lei, em comunicado.

A lei prevê multas e até cinco anos de prisão por postar ou distribuir online fotos ou vídeos sexualmente explícitos com “desprezo imprudente” pelo consentimento da pessoa. Mais de 30 Estados decretaram leis similares nos últimos anos.

Exceções listadas na lei permitiriam a postagem de material que é de interesse público ou que envolve uma pessoa que voluntariamente posou nua em uma situação pública ou comercial.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s