Ministros belgas oferecem renúncia após ataques em Bruxelas

O ministro do Interior, Jan Jambon, disse que o premiê Charles Michel pediu para que continuasse no cargo

Bruxelas – Os ministros da Justiça e do Interior da Bélgica ofereceram suas renúncias nesta quinta-feira pela falha no monitoramento de um militante do Estado Islâmico expulso da Turquia no ano passado que realizou um ataque suicida no aeroporto de Bruxelas na terça-feira.

O ministro do Interior, Jan Jambon, disse que o premiê Charles Michel pediu para que continuasse no cargo.

“Em tempos de guerra, você não pode deixar o campo de batalha”, disse Jambon à TV VTM.

O ministro da Justiça, Koen Geens, também ofereceu renúncia mas ficará no cargo, disse um porta-voz do ministério.

Autoridades belgas enfrentam acusações após a Turquia informar na quarta-feira que Ancara enviou no ano passado de volta à Europa Ibrahim El Barakoui, um dos suicidas que realizaram ataques na terça-feira, e alertou a Bélgica que ele era um militante.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s