Mossack Fonseca diz que foi hackeada no “Panamá Papers”

Empresa afirma que apresentou denúncia à Promotoria do país na segunda-feira, após descobrir invasão digital

O escritório panamenho de advocacia Mossack Fonseca, base do escândalo envolvendo a divulgação de documentos de empresas offshore em paraísos fiscais ligadas a personalidades de todo o mundo, denunciou nesta terça-feira que foi hackeado a partir de servidores no exterior.

“Temos informação técnica de que fomos hackeados a partir de servidores estrangeiros”, disse à AFP Ramón Fonseca Mora, diretor e membro fundador do escritório.

Fonseca informou que por estes fatos “apresentamos uma denúncia à Promotoria” na segunda-feira.

A Mossack Fonseca está no olho do furacão após a divulgação de documentos no escândalo conhecido como “Panamá Papers”.

“Ninguém fala que fomos hackeados, mas este foi o único crime cometido. Não entendemos como o mundo aceita que a privacidade não seja mais um direito humano”, disse Fonseca.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s