Mulheres pedem paridade de gênero no senado canadense

"Esse é um momento histórico para alcançarmos o processo de paridade", afirmou à AFP Donna Dasko, co-fundadora do grupo feminista Equal Voice

Um grupo de influentes mulheres pediram nesta terça-feira ao primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, que as vagas do Senado sejam preenchidas exclusivamente por mulheres até que uma representação igualitária entre homens e mulheres seja alcançada.

Mais de 82 mulheres – entre elas a antiga premiê Kim Campbell, a vice-prefeita de Vancouver Andrea Reimer e a renomada jornalista Jane O’Hara – assinaram uma carta destinada ao líder canadense, que tomou posse em novembro prometendo mudanças estruturais em temas sociais.

Hoje, 30 dos 105 assentos do Senado não eleito do Canadá são ocupados por mulheres.

Trudeau causou um impacto positivo ao nomear 15 mulheres e 15 homens para seu gabinete.

“Esse é um momento histórico para alcançarmos o processo de paridade”, afirmou à AFP Donna Dasko, co-fundadora do grupo feminista Equal Voice e signatária da carta.

O documento pede que o líder canadense nomeie mulheres de diferentes origens, incluindo indígenas ou comunidades nativas, e outras minorias étnicas e raciais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s