Mulheres que não têm filhos são incompletas, diz Erdogan

O presidente do país afirmou que rejeitar a maternidade e "as tarefas do lar" representa para a mulher "perder sua liberdade"

Ancara – O presidente da Turquia, o islamita Recep Tayyip Erdogan, assegurou que as mulheres que não têm filhos por conta da carreira “negam sua feminilidade”, ficam “incompletas” e são só “meias pessoas”, palavras que provocaram nesta segunda-feira duras reações e críticas.

“Uma mulher que renúncia à maternidade dizendo ‘estou trabalhando’ está na prática negando sua feminilidade. É meu pensamento sincero”, afirmou no domingo o chefe do Estado em um encontro da Associação de Mulheres e Democracia.

Erdogan afirmou que rejeitar a maternidade e “as tarefas do lar” representa para a mulher “perder sua liberdade”.

“Falta algo e é meia pessoa, não importa quanto sucesso tenha no mundo dos negócios”, afirmou o político conservador.

A Plataforma contra os assassinatos de mulheres, um grupo contra a violência de gênero, convocou para hoje protestos em Istambul e Ancara sob o slogan “A mulher é mulher, é metade só em sua mente”.

Também alguns especialistas islâmicos criticaram Erdogan depois que este pediu em seu discurso que as mulheres tenham pelo menos três filhos, argumentando que essa recomendação vem diretamente do profeta Maomé.

Arzu Cerkesoglu, secretária-geral do sindicato esquerdista+DISK, pediu que as mulheres lutem contra esse tipo de mensagens, em declarações ao jornal “Cumhurriyet”.

Também destacados artistas, como a violinista Sunna Kan e a escritora Inci Aral, criticaram duramente as palavras de Erdogan.

Nevsin Mengu, uma popular apresentadora da emissora “CNNTÜRK”, respondeu a Erdogan que ter ou não filhos é uma decisão que compete somente às mulheres.

“Não quero (ter filhos). Vai me forçar a ser mãe? Não é assunto seu. Não é assunto de ninguém”, declarou a jornalista.

Não é a primeira vez que Erdogan provoca as mulheres com suas palavras. No passado, o presidente disse que não é “natural” tratar as mulheres igual aos homens por conta de sua “natureza delicada”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s