Novos refugiados na Europa em 2015 atingem marca de 1 milhão

Aumento da guerra civil, da pobreza e da perseguição na África e no Oriente Médio são os motivos

Genebra – Mais de um milhão de imigrantes e refugiados atravessaram a fronteira para a Europa neste ano, marco em meio ao aumento da guerra civil, da pobreza e da perseguição na África e no Oriente Médio, informou nesta terça-feira a Organização Internacional para as Imigrações.

Com poucos dias para terminar o ano de 2015, a organização, com base em Genebra, na Suíça, disse que a marca de um milhão foi atingida na segunda-feira, valor quatro vezes maior que o registrado no ano passado. Um total de 1.005.504 pessoas chegaram a seis países europeus — Grécia, Bulgária, Itália, Espanha, Malta e Chipre — até esta segunda-feira (21).

Segundo a organização, mais de 800 mil cruzaram para a Grécia vindos da Turquia, incluindo mais de 455 mil imigrantes que partiram da Síria e mais 186 mil do Afeganistão. Cerca de 3.700 outros

morreram tentando atravessar o mar Mediterrâneo na pior crise de refugiados que a Europa vive desde a Segunda Guerra Mundial.

Fonte: Associated Press.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s